Search results: Found 4

Listing 1 - 4 of 4
Sort by
O poeta-espião: a antilírica de Sebastião Uchoa Leite

Author:
ISBN: 9788568334409 Year: Pages: 172 DOI: 10.7476/9788568334409 Language: Portuguese
Publisher: SciELO Books - Editora UNESP
Subject: Languages and Literatures
Added to DOAB on : 2016-10-15 12:30:52
License:

Loading...
Export citation

Choose an application

Abstract

Paulo Andrade analisa nesta obra os procedimentos técnicos, temas e motivos construídos pelo poeta Sebastião Uchoa Leite para refletir sobre seu projeto poético e seu sujeito lírico. O estudo focaliza uma produção poética submetida a certa tensão, por desvios e aproximações, tanto com a tradição moderna quanto com as propostas modernistas, o que impossibilita demarcar limites para classificá-la. O grande mérito do autor é precisamente situar a obra de Uchoa nesse contexto específico.Andrade mostra que Uchoa não concebe o modernismo como força propulsora, mas como forma. O poeta não descarta as conquistas de 1922 e das décadas seguintes, no entanto, empenha-se em transgredi-las, contaminando-as com referências de toda ordem, seja da alta cultura, seja de elementos líricos retomados de tradições mais antigas, como a obra de François Villon, seja da cultura de massa ou de linguagens as mais diversas. Adepto do modernismo, Uchoa centra-se no contexto de seu tempo, e utiliza-se de uma linguagem concisa para expressar as preocupações em relação à cultura contemporânea.A análise de Andrade traz à tona um poeta que alia pensamento e poesia e, fortemente crítico à realidade, coloca-se em permanente desconfiança em relação ao mundo, ao outro e a si próprio. No percurso o estudo também aborda outros temas e procedimentos afins para articular a questão central, como o humor, a ironia, a autoironia e a difícil relação entre a retomada e a transgressão de certa tradição moderna, que faz de Uchoa um herdeiro singular de Paul Valéry, T. S. Eliot, João Cabral, Carlos Drummond, Manuel Bandeira e dos poetas concretistas.

Da estátua à pedra: percursos figurativos de José Saramago

Author:
ISBN: 9788568334492 Year: Pages: 233 DOI: 10.7476/9788568334492 Language: Portuguese
Publisher: SciELO Books - Editora UNESP
Subject: Languages and Literatures
Added to DOAB on : 2016-10-22 11:17:41
License:

Loading...
Export citation

Choose an application

Abstract

O propósito deste ensaio é desenvolver uma leitura comparativa, por aproximação e contraste, de quatro romances de José Saramago. Recorte no amplo universo do romancista português, o trabalho levanta questões que possibilitam um ordenamento das leituras sobre sua obra a partir de um exame detido de um romance de sua fase mais nacional: A jangada de Pedra, em contraposição à trilogia constituída por Ensaio sobre a cegueira, Todos os nomes e A caverna.A obra busca explicitar espelhamentos e refrações entre A Jangada de Pedra e Ensaio sobre a cegueira, bem como as muitas ressonâncias entre Ensaio sobre a cegueira, Todos os nomes e A caverna, e assim delinear um horizonte de convergências estruturais e/ou temáticas perceptível no confronto das obras.Tal estratégia possibilita à autora depreender e apontar a marca narrativa que articula a variedade ficcional de cada romance, os quais agrega sob uma rubrica comum, mostrando que temas, figuras, mitos, símbolos, procedimentos narrativos e outros recursos que deles emergem configuram Saramago como romancista que “sendo a cada vez outro, é sempre o mesmo”.

A crítica que fez história: as associações literárias no Oitocentos

Author:
ISBN: 9788568334508 Year: Pages: 223 DOI: 10.7476/9788568334508 Language: Portuguese
Publisher: SciELO Books - Editora UNESP
Subject: Languages and Literatures
Added to DOAB on : 2016-10-22 11:17:41
License:

Loading...
Export citation

Choose an application

Abstract

Esta obra tem como objetivo analisar o papel que desempenhou a crítica literária na construção da cultura escrita do Oitocentos brasileiro, a partir do pressuposto de que a literatura foi a principal forma de expressão, conhecimento e reconhecimento do Brasil enquanto nação naquele período. Milena da Silveira Pereirabusca apreender em que medida o gênero, então insipiente, foi conduzido por princípios regulares e buscou definir, forjar ou mesmo inventar uma cultura escrita e uma nacionalidade brasileiras.Para a autora, a crítica literária assumiu no século 19 uma posição equivalente à de tutora dos escritores, inclusive traduzindo os anseios e projetos da sociedade, ou seja, teria pretendido ajudar a delinear as feições do literato.Boa parte do discurso crítico produzido naquele período, pontua ela, foi publicada em periódicos editados pelas sociedades literárias de São Paulo e Rio de Janeiro e por esse motivo tais textos constituem o corpus documental da obra, que dedica um capítulo específico a esses veículos. Segundo Silveira Pereira, além de grande peso como instrumento legitimador e de manutenção da prática de associar-se dos letradosdaquele tempo, os periódicos desempenharam papel importante na divulgação de seus escritos para públicos mais amplos, contribuindo assim para a consolidação da crítica literária enquanto tal e das ideias que o gênero textual procurava disseminar.

Tabulae scriptae: a metalinguagem e as trajetórias de Henri Pousseur e Willy Corrêa de Oliveira

Author:
ISBN: 9788568334379 Year: Pages: 400 DOI: 10.7476/9788568334379 Language: Portuguese
Publisher: SciELO Books - Editora UNESP
Subject: Languages and Literatures
Added to DOAB on : 2017-01-07 11:27:38
License:

Loading...
Export citation

Choose an application

Abstract

Maurício Funcia de Bonis faz aqui uma reflexão sobre a música erudita na atualidade, em que o gênero parece ter silenciado, restando de sonoro somente a “relação com os criadores do passado”. Ele toma como contrapartida a esse cenário a atuação ao mesmo tempo crítica e criativa de dois compositores contemporâneos: o belga Henri Pousseur (1929-2009) e o brasileiro Willy Corrêa de Oliveira (1938). A expressão latina aplicada ao título do livro tabulae scriptae (tábuas escritas), explica o autor, remete à ênfase sobre a metalinguagem como profissão de fé na obra e no pensamento de ambos os artistas, que recusam a tendência à tabula rasa (tábuas vazias), “à eliminação de uma relação consciente com a história, na música de seu tempo”.A obra divide-se em três partes. O primeiro capítulo situa o terrenodo qual partiram as reflexões e os trabalhos daqueles compositores, fundamentando suas bases teóricas. Os capítulos seguintes retratam suas trajetórias artísticas.Compõem o livro ainda uma entrevista feita pelo autor em 2012 com Willy Corrêa, além de relações de obras de Pousseur e Willy, organizadas pelos próprios compositores. Contribuição para pesquisas futuras, esses anexos complementam a exposição do autor ao situarem as transformações ocorridas nos percursos criativos dos artistas ao longo do tempo.

Listing 1 - 4 of 4
Sort by
Narrow your search

Publisher

SciELO Books - Editora UNESP (4)


License

CC by (4)


Language

portuguese (4)


Year
From To Submit

2014 (4)